Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Desprezo desconhecidos. São seres irrelevantes pelos quais não nutro especial predisposição para interagir. O desprezo evolui para aversão quando sou obrigado, por diversas circunstâncias, a forçar diálogo com um estranho durante mais de cinco minutos. É demasiado árduo ter de simular reacções para cada frase que ouço, só para fazer o desconhecido acreditar que estou de facto interessado nas superfluidades por ele proferidas. Caro indivíduo não identificado, por favor abdique de principiar conversações dentro do meu perímetro de audição. Obrigado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

escarnecido às 00:41


1 reclamação

Sem imagem de perfil

De Fátima Soares a 02.08.2012 às 15:14

Nice!!! especialmente aqueles que acordam de manhã logo com o speed " todo e nos transportes riem e verbalizam todo o género de parvoeira e olham para nós a arranjar cúmplices. Aqueles que começam a falar connosco e que no meu caso muitas vezes a resposta se resume a um "hã? desculpe" e assunto arrumado... como se andássemos na costura a apanhar alfinetes. Realmente penso que o tempo (meu, seu e de muitos) será valioso demais para ser desperdiçado como gente que nitidamente não nos faz falta e decididamente está a mais. Bem! E não comento mais. Não quero que me atire com um sapato. Uma excelente tarde. Mais uma vez OBRIGADO!!!

Reclamar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.





Pesquisar

  Pesquisar no Blog