Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A determinada altura de uma conversação o melhor a fazer é abortá-la. Esta acção é aconselhável assim que detectamos algum sinal ou sintoma depreciativo na pessoa que está a falar connosco, bastando um pormenor revelador para traçarmos o perfil completo da sua mentalidade e valores subjacentes. Este método revela-se extremamente útil como factor de eliminação em entrevistas de emprego:

 

- Por que razão pretende ingressar na nossa empresa?
- Bom, eu penso que... penso que será o melhor para mim.
- Mas qual o papel que pretende desempenhar a longo prazo?
- Eu penso que pretendo trabalhar para atingir os meus objectivos.
- Hum... O senhor por acaso já foi futebolista?

 

- Fale-me um pouco sobre a sua experiência profissional.
- Em relação a essa matéria devo referir apenas um ponto essencial, e que se trata do seguinte: as minhas qualificações, juntamente com o meu portfolio profissional, foram previamente enviadas à sua equipa, pelo que melhor do que eu referi-las oralmente será a senhora consultar o documento mencionado para assim ser detalhadamente esclarecida.
- Hum... O senhor por acaso já foi deputado?

 

- Nesta empresa temos uma forte política em relação ao vestuário e adereços.
- Bom, já que fala nisso, confesso que tenho uma tramp-stamp desde os 16 anos e...
- Hum... A senhora por acaso já andou na meretrícia?

Autoria e outros dados (tags, etc)

escarnecido às 10:48


2 reclamações

Sem imagem de perfil

De Espirito a 31.08.2009 às 16:14

Vai dar ao mesmo !
Sem imagem de perfil

De Pedro a 05.02.2010 às 14:49

Queria ler mais!

Comentar reclamação





Pesquisar

  Pesquisar no Blog