Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Se o cidadão comum se baseasse unicamente nos eruditos discursos da oposição, ficaria de imediato com a ideia de que José Sócrates só pode ser um ser intelectualmente defeituoso, desprovido de quaisquer qualidades políticas, que invariavelmente adopta as atitudes erradas e que tem um objectivo maléfico de manter Portugal na recessão económica durante o máximo de tempo possível.

Autoria e outros dados (tags, etc)

escarnecido às 20:39


1 reclamação

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 07.08.2009 às 23:14

Pois... "se o cidadão comum se baseasse unicamente nos eruditos discursos da oposição (...)" a bem da verdade é que não se baseia só nisso. Também se baseia na vivência do dia-a-dia. Ou seja: na realidade e experiência própria.
Não diria que o objectivo seja o acto maléfico de manter Portugal na recessão, mas diria que o objectivo a atingir passa pelo uso de meios com efeitos maléficos para Portugal e Portugueses.
Os objectivos estão mais que vistos: $$$$$$$$$$$$$$$$$, em “quebra positiva”.

“Na natureza nada se perde, tudo se transforma.”

Há dois pontos de vista para um acto de roubo (dependendo de quem é o ladrão):

Ladrão comum – Roubou, prendam.
Ladrão catedrático: Não “levou” nada, mudou foi de sítio. Tirou dali e pôs acolá (e o acolá é quase sempre em local a “perder de vista”).

Isto é sobre muita gente, porque "Roma e Pavia não se fizeram num dia."

Fernanda

Comentar reclamação





Pesquisar

  Pesquisar no Blog